sábado, 13 de janeiro de 2018

Uma startup que ajuda a identificar Alzheimer e Parkinson

13 jan 2018 - A NeuroPsyCAD é um serviço de suporte ao diagnóstico de doenças neuropsiquiátricas, como a doença de Alzheimer e Parkinson.

A principal ambição da NeuroPsyCAD é trazer precisão a nível de diagnóstico às doenças que são, precisamente, de difícil diagnóstico. No caso do Alzheimer, muitas vezes os doentes só recebem a confirmação da doença dois anos após a realização dos primeiros exames, o que leva a uma enorme progressão da doença. “Nós queremos evitar que os doentes estejam tanto tempo sem um diagnóstico e sem um tratamento correto”, diz Hugo Ferreira, CEO da NeuroPsyCAD.

Com esta solução, os médicos podem enviar os exames dos doentes, no caso de serem inconclusivos, para um servidor Nuvem da NeuroPsyCAD e a equipa elabora um relatório de análise de imagem por ressonância magnética, que faz recurso de algoritmos de Inteligência Artificial e que compara um conjunto de dados normativos, imagiológicos, com os dados do paciente. Ao fazer esta comparação, é possível extrair informações sobre o doente e saber se ele tem probabilidade de ter um determinado diagnóstico.

O primeiro caso prático desta startup foi a mãe de um amigo próximo de Hugo. “Ela estava a ter um diagnóstico particularmente difícil e, através da utilização do nosso sistema, conseguimos um diagnóstico provável em dois dias. Este diagnóstico veio a ser confirmado 6 meses mais tarde”, conta o co-fundador.

Para além das doenças neurodegenerativas, os fundadores da NeuroPsyCAD, Hugo Ferreira, Diana Prata e Ricardo Maximiano, pretendem estender a análise às doenças psiquiátricas, como a esquizofrenia e autismo, que não fazem recurso a ressonâncias magnéticas pelo facto de as imagens convencionais não conseguirem perceber alterações. Porém, Hugo tem uma certeza: “com o nosso sistema nós conseguimos fazer essa análise”.

Atualmente, a empresa ainda não entrou no mercado. Pretende, primeiro, finalizar a implementação de um sistema de gestão de qualidade, que ajuda a desenvolver um serviço melhor. Paralelamente, estão a conduzir um estudo clínico cujos resultados vão ser utilizados para certificação como dispositivo médico, quer na Europa quer nos EUA.

Veja também o episódio sobre a NeuroPsyCAD na série da SIC Notícias "A Caminho para a Web Summit". Fonte: 24 sapo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário